Maria Lisboa Casa de Fado

Maria Lisboa Casa de Fado

E-mail: marialisboafado@gmail.com
Telefone: (51) 98482-1871

Rua Olavo BIlac, 198 (1,59 km)
90040-310 Porto Alegre, RS

Palavras-chave: Gastronomia, Fotografia, Patrimônio Cultura Imaterial, Produção, 

 Uma casa portuguesa com certeza! Em 1953 uma família vinda da cidade do Porto – Portugal trazia na sua bagagem muito mais que alguns pertences, junto eles trouxeram a esperança de uma vida melhor. Essa família comprou uma casa no ano de 1972 situada em um bairro boêmio de Porto Alegre, nesta casa morou um casal português com seu único filho e uma neta. O patriarca dessa família era um guitarrista e fadista que trouxe muitas lembranças de suas noites nos fados vadios da sua cidade natal, por anos ali viveram, e nem imaginava o Sr. Arcanjo que seu bisneto formaria um grupo de fado e música portuguesa, e que nessa mesma casa seria a sede desse grupo, e que hoje é a primeira Casa de Fado do estado do Rio Grande do Sul. A casa já é considerada um ponto cultural e turístico do bairro, muitos são aqueles que param para tirar fotos na frente, assim como o evento “Fado na Cidade Baixa” aguçou a curiosidade e até incentivo das pessoas para que ali se tornasse algo com maior relevância na cultura e turismo de Portugal. Observamos que muitos são aqueles que estão de viagem marcada para Portugal e vem até os eventos para entrar no clima, assim como aqueles que vêm matar a saudade e já se programar para uma viagem de volta, outros os que aqui moram e vem lembrar-se da sua terra querida. Com isso nossa intenção é ter no espaço clube de leitura, artesanato, culinária, dança e música. Assim como receber artistas portugueses, estreitando nossas relações culturais e turísticas.

Ilê Axé Cultural Assobecaty

Ilê Axé Cultural Assobecaty

E_mail: assobecaty@hotmail.com ou carmenpsico8@gmail.com
Fone: (51) 30556655 e (51) 81810404

Endereço: Rua Wenceslau Fontoura n. 226
Jardim Santa Rita Guaíba, RS

Palavras-chave: Ponto de Cultura de Matriz Africana, Pontão de Cultura, Resgate Histórico, Exposição Ilê Ifé

Você sabia que o 1º PONTO DE CULTURA DE MATRIZ AFRICANA, NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, está localizado na cidade de Guaíba ? A casa tradicional, Associação Beneficente Cultural Africana Templo de Yemanjá – ASSOBECATY fundada por Mãe Quina de Yemanjá, em 1943. Hoje é uma referência cultural de Matriz Africana do estado do Rio Grande do Sul. Um ponto de cultura que enfatiza a música, teatro, dança, cinema, fotografia, literatura, exposições. vídeo, arte, inclusão digital, e culinária.

Terreira da Tribo Ponto de Cultura

Terreira da Tribo Ponto de Cultura

Fone: Fone: (51) 3028 13 58 – (51) 3286 57 20 / (51) 99999 45 70
E-mail: terreira.oinois@gmail.com

Rua Santos Dumont, 1186
Bairro São Geraldo
CEP: 90230-240
POA/RS

Palavras-chave: Teatro de Rua, Teatro de Vivência, Escola de Teatro

A Terreira da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz é um centro cultural criado em 1984 em Porto Alegre. Desde 2009 localizada na rua Santos Dumont 1186, no bairro São Geraldo, a Terreira da Tribo abrigou desde a sua origem diversas manifestações culturais como espetáculos de teatro, shows musicais, ciclos de filmes e vídeos, seminários, debates, performances, celebrações, além de oportunizar às pessoas em geral o contato com o fazer teatral. Reconhecida desde 2014 como Ponto de Cultura, a Terreira é um dos principais centros de investigação cênica do país e se constituiu como Escola de Teatro Popular, referência nacional na aprendizagem do teatro.

Ara Dudu

Ara Dudu

E-mail: coletivoaradudu@gmail.com
Fone: (55) 996810345

Rua Aparicio Borges,414
Chacara das Flores – Santa Maria-RS

Palavras-chave: Cultura Negra, Negritude, Afrobrasileiros, Pretas

No dia 21 de março do ano de 2014 a partir da vontade e reunião de artistas e produtores negros e negras surgiu o coletivo de Arte e Cultura Negra Ara Dudu com a proposta de desenvolver construção coletiva, estruturada a partir de uma equipe majoritariamente negra que trabalhasse com arte e produção de cultura negra . O nome Ara Dudu, na lingua africana yoruba quer dizer “corpo negro”. Um corpo que nasce com base na filosofia Ubuntu “Sou quem sou, porque somos todos nós!” Nestes contextos que nascemos e trabalhamos diariamente, focadas sobretudo na valorização desta população. Sendo reconhecidos como tulidade Publica do Municipio de Santa Maria via LEI Nº 6527/2021. A partir da nossa sede localizada na Comunidade Periférica Chacará das Floers nos espalhamos em vários espaços e ações, as quais inclusive tiveram apoio financeiro e aprovação em editais tais como: • Incubadora Social da Universidade Federal de Santa Maria-UFSM , até os dias atuais estamos desenvolvendo atividades em parceria com esta instituição, onde são desenvolvidas oficinas culturais de dança , artesanato e literatura e artes plásticas. • Muamba contra o racismo, machismo, lgbtfobia e intolerância religiosa- Um Carnaval onde os excluídos e excluídas viram musas e musos, rainhas e reis de uma corte, referências e inspiração. Mulheres, negros e negras, LGBTS sobem ao palco e apresentam sua arte. É noite de homenagem a nossas estrelas e difundir nossas lutas e nossas vidas da forma mais linda possível. Em 2018 a 3ª Edição desta Muamba recebe o Prêmio Nacional Culturas Populares 2018 – Edição Selma do Coco, do Ministério da Cultura, Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural. • Também Ganhador em 1º Lugar na Categoria Empreendedores de Empresas Incubadas na I Expo Ecoinovar 2018.

Dom Pedrito

Dom Pedrito

E-mail:cooperchabu@gmail.com

Rua Coronel Urbano, 712
Centro Dom Pedrito – RS
96450-000

Palavras-chave: Cultura Comunitária.

O Ponto de Cultura Dom Pedrito cuja entidade executora que é a Cooperativa Habitacional Bela União – CHABU, existe desde o ano de 2012 e é responsável por fazer Cultura e articular diversas ações de Cultura Comunitária na cidade de Dom Pedrito. Desde a sua criação, o ponto possibilitou que uma boa parcela da população tivesse acesso à Cultura como um bem a ser compartilhado, uma vez que o que era feito até o momento na cidade, eram ações isoladas do Poder Público e que nem sempre chegavam a maior parte da população. Com as atividades do ponto fomos capazes de incentivar a arte, cultura e educação, estimulando a criatividade e propiciando o exercício da cidadania pelo reconhecimento da importância da cultura produzida em cada bairro. O Ponto de Cultura Dom Pedrito sempre foi uma articulação aberta, buscando pessoas e entidades que estivessem dispostas a fazer Cultura por meio da interação entre comunidades, desenvolvendo ações culturais através de oficinas que objetivassem a participação efetiva da comunidade com o Ponto. Dessa forma, sempre buscamos que o ponto desse às pessoas envolvidas, os seguintes resultados: Diversidade cultural; Empoderamento; Protagonismo; Autonomia e Articulação em rede.