Ilê Axé Cultural Assobecaty

Ilê Axé Cultural Assobecaty

E_mail: [email protected] ou [email protected]
Fone: (51) 30556655 e (51) 81810404

Endereço: Rua Wenceslau Fontoura n. 226
Jardim Santa Rita Guaíba, RS

Palavras-chave: Ponto de Cultura de Matriz Africana, Pontão de Cultura, Resgate Histórico, Exposição Ilê Ifé

Você sabia que o 1º PONTO DE CULTURA DE MATRIZ AFRICANA, NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, está localizado na cidade de Guaíba ? A casa tradicional, Associação Beneficente Cultural Africana Templo de Yemanjá – ASSOBECATY fundada por Mãe Quina de Yemanjá, em 1943. Hoje é uma referência cultural de Matriz Africana do estado do Rio Grande do Sul. Um ponto de cultura que enfatiza a música, teatro, dança, cinema, fotografia, literatura, exposições. vídeo, arte, inclusão digital, e culinária.

Kanhgág Jãre

Kanhgág Jãre

Terra Indígena Serrinha
Alto Recreio
Ronda Alta – RS, CEP: 99670-000

Palavras-chave: Patrimônio Material e Imaterial, Cultura Indígena, Tradição Oral, Povo Kaingang

Fundada em 2002 a organização indígena Instituto Kaingáng – INKA tem por missão a revitalização, proteção e conservação da cultura junto ao Povo Indígena Kaingáng, mediante a intrínseca relação entre Cultura e Educação. Em 2005 o INKA aprovou no âmbito do Ministério da Cultura, o projeto Ponto de Cultura “Centro Cultural Kanhgág Jãre”, iniciativa que desenvolve desde 2006 junto à comunidade Kaingáng da Terra Indígena Serrinha, Município de Ronda Alta/RS, direcionado ao fortalecimento, valorização e divulgação da cultura do Povo Kaingáng na região. No Ponto de Cultura são promovidas ações de valorização da cultura e língua Kaingáng e conhecimentos tradicionais dos Kanhgág Kófa/idosos Kaingáng, formação de capacidades tendo em vista melhoria da qualidade de vida, bem como a disponibilização de espaço de visitação permanente para socialização da cultura Kaingáng por meio de exposições, apresentações e comercialização de artesanato indígena.

Terra de Bambas

Terra de Bambas

Fone: 51 -98596-3367
E-mail: [email protected]

R. Voluntários da Pátria, 1387
Floresta, Porto Alegre – RS, 90030-011

Palavras-chave: Carnaval, Samba, Cultura, Oficinas, Cadeia Produtiva, Inclusão, Diversidade

O projeto ” Ponto de Cultura Terra de Bambas” , ação da SBC Bambas da Orgia, faz parte do Programa Cultura Viva, financiado pelo Ministério da Cultura e implementado pela Secretaria da Cultura do Estado do Rio Grande do Sul, promovendo a diversidade cultural e a gestão compartilhada entre poder público e comunidade bambista. Desde 2019 a SBC Bambas da Orgia se tornou Ponto de Cultura, com uma nova forma de pensar carnaval, foi uma importante conquista da gestão do Presidente Nilton Pereira, pois uma escola de samba é um local não só para a prática, o aprendizado e a vivência da cultura carnaval, mas também de promoção da cidadania e inclusão através dela. O Ponto de Cultura Terra de Bambas tem por objetivo ser uma referência de fomento da cultura dentro da comunidade carnavalesca, isto é, um local para a prática, o aprendizado e a vivência da cultura carnaval como um todo, na sua percepção como cadeia produtiva de cultura e renda.

Nossa Cultura Viva em Todas Gerações

Nossa Cultura Viva em Todas Gerações

Palavras-chave: SCG, ÁGuia Branca, Nossa Cultura Viva em Todas Gerações

O Ponto busca proporcionar a crianças, jovens e adultos a inserção na dança folclórica polonesa, junto a dança estimula-se a prática saudável de exercícios, a imersão nos costumes, nos hábitos dos nossos colonizadores que aqui chegaram em 1891, vindos da Pátria Mãe, Polônia. Através da Sociedade Cultural Guaraniense, da sua direção, com participação da comunidade local, promove-se desde 1996 a POLFEST, a Festa Típica Polonesa, hoje conhecida internacionalmente, com participações de países com a própria Polônia, Suécia, Rússia e Países do MERCOSUL, em especial a Argentina. Sempre promotora e apoiadora da Polfest, esta segundo o Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário da Polônia no Brasil, Jacek Junosza Kisielewski, a maior festa polonesa da América Latina, onde durante três dias, vive-se cultura, gastronomia, religiosidade, folclore, artesanato, entre tantas outras manifestações. São direcionadas a todo e qualquer grupo étnico formador ou não da Capital Polonesa dos Gaúchos, onde proporciona-se o resgate, a vivência de costumes dos antepassados colonizadores nos dias de hoje. A Casa Polonesa, Dom Polski, como é chamada, sede da Sociedade Cultural Guaraniense, é um centro de atividades culturais de Guarani das Missões, mantenedora do Grupo Folclórico Polonês Águia Branca, sempre atuou em favor da inserção social e da disponibilização de práticas saudáveis, alicerçada na dança polonesa. É de suma importância para a comunidade, uma vez que proporcionará numa esfera ampla a disponibilização da dança, fortalecerá o artesanato capacitando e gerando futuramente renda às (aos)

Terreira da Tribo Ponto de Cultura

Terreira da Tribo Ponto de Cultura

Fone: Fone: (51) 3028 13 58 – (51) 3286 57 20 / (51) 99999 45 70
E-mail: [email protected]

Rua Santos Dumont, 1186
Bairro São Geraldo
CEP: 90230-240
POA/RS

Palavras-chave: Teatro de Rua, Teatro de Vivência, Escola de Teatro

A Terreira da Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz é um centro cultural criado em 1984 em Porto Alegre. Desde 2009 localizada na rua Santos Dumont 1186, no bairro São Geraldo, a Terreira da Tribo abrigou desde a sua origem diversas manifestações culturais como espetáculos de teatro, shows musicais, ciclos de filmes e vídeos, seminários, debates, performances, celebrações, além de oportunizar às pessoas em geral o contato com o fazer teatral. Reconhecida desde 2014 como Ponto de Cultura, a Terreira é um dos principais centros de investigação cênica do país e se constituiu como Escola de Teatro Popular, referência nacional na aprendizagem do teatro.